quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Não se apaixone por Poetas minha Querida

Não se apaixone por Poetas minha Querida

poetas são maquiavélicos
Usará do grande amor despertado
Para cantar um novo fado
E de todos os teus sentimentos em aberto
Em novos versos
O Grande Amor, Ah o Sonho de um Grande Amor
Em mais um grande Poema
Fins poéticos para te fazer um meio
Para a Arte da Poesia
que logo então será a Arte da Fuga
De teus braços para outros braços
Que logo serão abandonados
Pois abandonar-te
É a Arte
Amar alguém só é versar
E atravessar para a Terra-Poesia
Única Morada e Única Amada
E todas as Amantes declaradas insignificantes
A Não ser por reluzir a Face da Amada Principal
A se viver, a se escrever
A Grande Obra
Para ti
O Teu Mal
Um Amor de Malécia
Dado a poetas que nada prestam
A não ser pelos poemas que extraem de vós Amadas
Em prol do Amor Eterno
Que sabes muito bem
É apenas um verso
É apenas um verso

Pois portanto fica o dito
E novamente te aviso
Não se apaixone por Poetas minha Querida
Óh! Única de minha Vida!
Não se apaixone por Poetas minha mais Grande Amada!

não se engane com poetas minha querida
Óh minha vida, minha mui amada
Porque eu ei de te amar por toda eternidade
toda e qualquer eternidade que não seja verdade
minha querida não se engane com poetas
não se engane com esta sorte de mentirosos
Pois eu lhe tenho amor, o amor que durará para sempre
Um sempre e eterno adeus
Ah minha querida! Minha Amada
Não se engane com declarações assim
Não se engane com esta maldita poesia
Pois meus sentimentos por você
Ah tão nobres, tão belos
Não duram nem um minuto, quanto mais um dia!

Minha querida
Minha eterna querida
Minha amada
Minha imortal
Sabes que eu te direi adeus
Mas não vou te deixar
Pois a poesia ficará com você
Tal um mal incurável
Do meu amor que não durou, mas a chaga ficou

Minha querida não se envolva com poetas
Não se envolva com estes patetas
Toda nobreza destes está na distância
Do Ser Humano e a Escrita
E se você acredita
Será a coisa mais bonita
E a coisa totalmente desprovida de vida

Poetas soam ainda melhores cantando a Morte
Pois são sinceros nisto ao menos
Em poder dar uma certeza
Mas não se engane Princesa
Cantar a Morte, cantar o Amor
É como fazer o mesmo ofício
A Diferença em louvar as duas Musas Eternas
Tu e Ela
É que você sabe qual das duas ficará com o Poeta para sempre

Portanto minha querida
Minha Única de minha Vida
Aquela que é digna de todo o meu Amor
E que não haverá uma gota sequer dele
Não se engane com poetas.

Não se envolva com Poetas Querida
Poetas são narcisistas
Amam apenas suas palavras

Poetas trocariam
Sua paixão de Mulher Bem Amada
Por uma Rima qualquer

Esquece estes temores e suspeitas
Venha para os meus braços minha Querida
Porque eu te Amarei por toda a minha Vida

Ridículo

Todo ser humano é ridículo
Cada um destes
Se você conseguisse contar todas as estrelas
E se você conseguisse fazer a chuva parar
Você conseguiria fazer o ser humano deixar de ser ridículo

Todo ser humano é ridículo
Buscas por maravilhas
Pela máxima beleza
Por castelos que protegerão todos os sonhos que não podem ser quebrados
Tudo isso nos leva a atestar
O Ridículo
Que é a Natureza humana

Todo ser humano é ridículo
Ao atravessar a chuva e dizer que as gotas têm algo a dizer
Todo ser humano é ridículo
Ao achar que tem que olhar para o céu e ver algum recado... Além

Não existe nada além
Nem na nossa ignorância
Nem em nada

A Busca pelo Ridículo
É a causa sagrada

Eu vos chamarei
De minhas irmãs e meus irmãos
E assim o que eu farei?
Farei da irmandade da humanidade
A coisa mais ridícula - A única lei

Eu não quero ser ridículo
Eu não quero ser ridículo agora e em nenhum instante
Eu quero ser sozinho
Eu quero poder fechar meus olhos
E não perceber mais nada
Mais nada que transcenda
Mais nada que quebre todas as barreiras do meu ridículo

Eu preciso dar um fim

Meu senso de ridículo se expande cada vez mais
Muito mais, muito mais...

Apenas a Beleza vai além do meu Ridículo
Apenas Eu Ridículo acredito na Beleza como meu único Universo em Expansão

Ode a Inexistência

Eu não existo
Eu não tenho tempo para existir

De tempo em tempo eu sou

Ser é Nada
Tempo é Nada
De instante em instante, este é meu segredo para não existir
A Não-Existência em todos os lugares
A única Não-Existência Onipresente

Eu mergulho na onipresença da minha inexistência
No tempo
E assim eu destruo o Tempo

Eu não existo e isto é tão... tão libertador
Eu creio que na minha Humanidade
Eu não vou conseguir ter inventado nada melhor
Essa minha inexistência

Uma Pedra, uma Roda, uma Fogueira
São inimagináveis para mim dentro da Existência
Eu já dexisti de existir
Eu já não trabalho mais com isso
Eu já não penso mais dessa forma

Forma - Forma - Forma
Existência - Existência - Existência
Forma

Eu quero quebrar esta forma
Eu quero quebrar esta existência

Uma outra forma que não me persiga de uma maneira que eu conheço
Porque eu me conheço, eu já me persegui, eu já inexisti

E eu vou perseverar na minha inexistência
Na minha busca
Eternamente inexistente

Não-Compreensão

Eu não quero ser compreendido
Eu não posso ser compreendido
De que maneira você quer me usar?
De que maneira você quer me matar?
De que maneira você quer me aprisionar com a sua compreensão?

Eu não quero sua compreensão, não quero

O Sol não vai brilhar para mim assim
Com essa falsa educação
Com esse falso azul
Com esse falso sol
Não, não...

O Sol já prometeu nunca mais brilhar para mim

Eu não quero compreensão
Eu não quero ser apunhalado pelas costas
Com a sua caridade

Eu não quero seus campos
Eu não quero sua cidade
Eu não quero nenhuma forma de abrigo
Nenhuma forma em que você me mantenha protegido contra o relento da noite
Protegido contra as palavras que cortam
E as almas que devoram

Essas almas que devoram quero me juntar a elas
As almas excomungadas do juízo final
As almas que não têm lugar eterno
Nem no céu e nem no inferno

Essas almas que eu quero me juntar

Quero tentar devorar estas almas
E fugir de ser devorado por elas
A Luta e Fuga eternas
Assim as quero

Eu quero fugir
Do teu juízo final
Eu quero fugir até do teu amor
Qualquer instância do seu para sempre
Qualquer inquisição da sua compreensão

Eu estou fora
Eu estou livre
Da tua compreensão

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Abismo

Um abismo chama outro Abismo
¿Quais as palavras
Que um abismo escutará do Outro?