segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Lilith

Eu não sou o deus de seu jardim do éden
Para lhe condenar quando de seu trabalho floresce o fruto além do bem e do mal

Não sou a serpente que aprende de sua sabedoria e não toma parte por sua verdade que brilha pela Vida

Nem o covarde adão para desprezar uma Mulher no Auge de Seu Conhecimento

Você já foi por muito tempo a Mamãe da Humanidade
É tempo de ser Mãe para Si mesma

Estenda sua mão para mim
Divindade
Quero andar contigo lado a lado
Como Bem e Mal que são filhos do mesmo conhecimento

Como Conhecimento e Natureza descendem do mesmo Universo

Como Universo e Criação descendem do mesmo Amor

Te amar será Ascendência

Irmã minha, Amada minha

Mulher Criadora
Ascenda-me ao Teu Seio
Amor e Boas Novas ao Teu Desejo tenho em minhas mãos
Meus lábios querendo o esclarecimento nos Teus: Assim caminho

Ao teu Seio de Amor
Serei Amor e em Amar permanecerei

Tu mostrarás esclarecimento
E em espalhar a Luz te encontrarei

Em guardando Teu Mistério
Te observarei e me encantarei

Toma-me portanto Lilith
Me dê um nome
Me dê caminho
Minha Obra tem Teu Estandarte
Minha Alma em Teu Corpo
Meu Corpo para Tua Alma
Teus Dias é meu Tempo
E Tua Vida meu Templo

Abraça-me Lilith, Abraça-me

Decadência é não descender de Ti

É Tempo de Ascendência
Toma o que é Teu

---

Agradecimentos a Natália Tavares

Adeus, Meu Mar

Chamam a ti de verde
Chamam a ti de azul
Eu te chamo de... Apenas você
Razão a qual meu céu é colorido para sempre

Existe uma Onda que veio de você
Que nunca terminará em mim
Eu... Ondulando você eternamente

No momento que você dança com dança generosa
Eu me lembro o que sei a respeito de nosso amor e amizade por tanto tempo
Não há calma ou tormenta - Apenas nós - Dançantes

E enquanto danço eu peço tocando-te suave para poder partir
e Deixar um Mar que nunca terminará em mim
Uma ironia mais profunda...
Enquanto eu me vou tão longe de você
Eu irei viajar com você tão profundamente em mim
Pensei que você era eu
e que eu era você
Isto não é uma mentira
Isto não é uma verdade...
Nós somos igualmente - Velejantes - Dançantes - Dança
Ondas Inseparáveis
De um Mar Universo Infinito

---

Agradecimentos a Inês Carlésio.

Inês Carlésio: Direção poética e título.