segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Adeus, Meu Mar

Chamam a ti de verde
Chamam a ti de azul
Eu te chamo de... Apenas você
Razão a qual meu céu é colorido para sempre

Existe uma Onda que veio de você
Que nunca terminará em mim
Eu... Ondulando você eternamente

No momento que você dança com dança generosa
Eu me lembro o que sei a respeito de nosso amor e amizade por tanto tempo
Não há calma ou tormenta - Apenas nós - Dançantes

E enquanto danço eu peço tocando-te suave para poder partir
e Deixar um Mar que nunca terminará em mim
Uma ironia mais profunda...
Enquanto eu me vou tão longe de você
Eu irei viajar com você tão profundamente em mim
Pensei que você era eu
e que eu era você
Isto não é uma mentira
Isto não é uma verdade...
Nós somos igualmente - Velejantes - Dançantes - Dança
Ondas Inseparáveis
De um Mar Universo Infinito

---

Agradecimentos a Inês Carlésio.

Inês Carlésio: Direção poética e título.