quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Canção do Exílio

Estou feito ao Exílio
Isto deve-me ser Natureza
Questões do Ofício
O que me faz e o que me desfaz
Inerente ao meu agora tropeçar no Tempo
E avançar sobre as Paisagens do Caminho
A Ir bem a frente
Na esperança apenas
Que as Mudanças
venham com as Necessárias Belezas